Fortaleza/CE – A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (1º/6), a Operação Caixa Preta, com o objetivo de identificar a conduta de integrantes de uma organização criminosa voltada à prática de fraudes contra a Caixa Econômica Federal (empréstimos fraudulentos).

 

A operação foi desencadeada com o cumprimento de 38 mandados expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal, sendo 15 mandados de prisão temporária e 23 mandados de busca e apreensão.

O grupo criminoso é formado por empregados públicos da Caixa Econômica Federal, empresários, contadores e pessoas físicas que figuram como sócios “laranjas” de empresas de fachadas, criadas para obtenção de empréstimos fraudulentos ou destinatárias dos recursos.

As investigações apontam que a organização criminosa agia inicialmente aliciando pessoas para integrar o quadro societário de empresas de fachada. Na sequência, o grupo ocupava-se da elaboração da documentação falsa para instruir os pedidos de empréstimo.

As fraudes causaram um prejuízo à Caixa Econômica Federal superior ao montante de R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais).

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, uso de documento falso, peculato, corrupções ativa e passiva, crime financeiro, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O nome “OPERAÇÃO CAIXA PRETA” é alusivo ao trabalho desenvolvido pela auditoria da Caixa Econômica Federal que por meio do monitoramento e controle da regularidade dos contratos de empréstimos existentes constatou fraudes em diversas operações de créditos relacionadas à mesma organização criminosa.

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará
Contato: (85) 3392-4867